Voando livre no por do sol - Pedra da Gávea - verão 2014

Rio de Janeiro , 3a feira - 28 de janeiro de 2014

Olá galera do SUP ,
Atualmente eu tenho dividido o meu tempo entre as aulas, passeios e travessias de SUP, e os voos duplos panorâmicos de instrução
com asa delta na Pedra Bonita - que certamente é um dos melhores lugares para a pratica do voo livre no mundo .
Por isso hoje eu quero compartilhar com vcs um pouco dessa experiencia maravilhosa, postando aqui as fotos desse voo de ontem no pôr do sol de verão, com a minha sortuda aluna Raiza ... Essas imagens na postagem abaixo falam mais do que qualquer palavra !

sábado, 8 de dezembro de 2012

Hoje a agua do mar em São Conrado estava "fétida" !

Hoje de manhã eu fui remando até a Barra com o meu aluno Dmitri  -  um russo que mora e trabalha aqui no RJ  e;  apesar de ja acostumado com isso há mais de 3 décadas , fiquei impressionado coo o nivel de poluição da agua do mar em São Conrado  !!!
A remada foi bem longa , mas fomos recompensados pois a agua na Barra  estava muito clara e limpa .  Mas ainda bem que nossos governantes ja garantiram varias vezes, publicamente, a despoluição total da baía de Guanabara e do complexo lagunar de Marapendi até 2016 ! Pois, como nós todos bem sabemos, quando eles prometem nós podemos contar (...)








As fotos ilustram perfeitamente o relato acima .

Um comentário:

  1. Olá Gui,

    Eu tenho um longboard que está criando teias de aranha desde que meu filho nasceu, há três anos, e nesse tempo não consegui praticar atividades físicas e ganhei vários quilos. Como morador do Posto Seis, estou acostumado a ver a galera de SUP, mas não tinha pensado em praticar.

    Descobri seu blog meio que por acaso e na mesma noite li TODOS os posts. Na manhã seguinte procurei uma escolinha ali na colônia dos pescadores e tive minha primeira aula. O instrutor foi o Sérgio, pai Eduardo Laucas do dono da escola, e talvez por ele ser da “velha guarda” assim como eu, foi me passando as instruções num timing legal, sem muita afobação. Após uns 15 minutos de quedas, o cérebro já assimilou o que deveria fazer para me permitir andar sobre as águas, e pude começar a curtir o passeio. O ponto alto foi uma tartaruga que passou calmamente por baixo da prancha. Nem parecia que eu estava a poucos metros do já tradicional engarrafamento da Avenida Atlântica. Foi show!

    Hoje estava pela terceira vez remando, quando tive o prazer de encontrar você no mar. Mesmo sem saber, você foi meu grande incentivador. Valeu Gui, muito obrigado por me fazer conhecer esse esporte fantástico!

    Grande abraço,

    Marcio Ferrari

    ResponderExcluir