Voando livre no por do sol - Pedra da Gávea - verão 2014

Rio de Janeiro , 3a feira - 28 de janeiro de 2014

Olá galera do SUP ,
Atualmente eu tenho dividido o meu tempo entre as aulas, passeios e travessias de SUP, e os voos duplos panorâmicos de instrução
com asa delta na Pedra Bonita - que certamente é um dos melhores lugares para a pratica do voo livre no mundo .
Por isso hoje eu quero compartilhar com vcs um pouco dessa experiencia maravilhosa, postando aqui as fotos desse voo de ontem no pôr do sol de verão, com a minha sortuda aluna Raiza ... Essas imagens na postagem abaixo falam mais do que qualquer palavra !

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Travessia Rio das Pedras - Ilha Itacuribitiba







Conheço bem as praias e costões da baía de Angra dos Reis, santuário ecológico que frequento desde 1968 , aonde sempre naveguei a bordo de lanchas velozes e barulhentas de tantos diferentes modelos ao longo de mais de 4 décadas .
Mas, nessa área de Mangaratiba eu conhecia apenas uma parte do majestoso vale formado pelo relêvo do pico das 3 orelhas - aonde fica o "Hotel Portobello Eco resort" -, alem de uma belíssima fazenda nesse vale, de propriedade de grandes amigos e com o mesmo nome do relêvo.
No mais até então, por ali eu só conhecia mesmo os belos visuais da "estrada de Santos"; atualmente já bem "combalida" pela erosão do tempo e das chuvas fortíssimas que a castigam desde a inauguração daquele trecho - em 1973 - , quando meu pai optou por trocar a hospedagem de sua lancha do ICAR em Angra dos Reis para o ICI ( Iate clube de Iatacuruçá), justamente pela praticidade que era para nós a viagem de carro pela novíssima Rio-Santos (BR 101) de São Conrado até Itacuruçá , de onde partíamos navegando para Angra dos Reis, passando por parte desse trajeto que eu fiz agora tantos anos depois, a bordo de um sup de 12' da ART IN SURF gentilmente cedido pelos amigos Tony e Rafinha; porém dessa vez, usando a minha própria energia como propulsão e sem o barulho e a emissão de carbono das lanchas ...

Como eu não tinha parceiros nessa remada resolvi levar o IPOD, o que tornou a longa navegação ainda mais aprazível no percurso emoldurado pelos relêvos de Mangaratiba, Ilha Grande e restinga de Marambaia, ouvindo uma seleção dos compositores e músicas de minhas preferenia. O SUP é bem mais lento do que as lanchas ( a travessia durou 1 hora e 40'...), mas o único compromisso que eu tinha era o de voltar a tempo para almoçar com minha mulher, antes do restaurante fechar !

Na volta da travessia ainda consegui surfar numas micro marolas que quebravam ali na bôca do "rio das pedras", o que me faz crer que nos dias de grandes ondulações e marés bem altas é possível sup surfar por ali (...)




Nenhum comentário:

Postar um comentário