Voando livre no por do sol - Pedra da Gávea - verão 2014

Rio de Janeiro , 3a feira - 28 de janeiro de 2014

Olá galera do SUP ,
Atualmente eu tenho dividido o meu tempo entre as aulas, passeios e travessias de SUP, e os voos duplos panorâmicos de instrução
com asa delta na Pedra Bonita - que certamente é um dos melhores lugares para a pratica do voo livre no mundo .
Por isso hoje eu quero compartilhar com vcs um pouco dessa experiencia maravilhosa, postando aqui as fotos desse voo de ontem no pôr do sol de verão, com a minha sortuda aluna Raiza ... Essas imagens na postagem abaixo falam mais do que qualquer palavra !

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Travessia Rio das Pedras - Ilha Itacuribitiba







Conheço bem as praias e costões da baía de Angra dos Reis, santuário ecológico que frequento desde 1968 , aonde sempre naveguei a bordo de lanchas velozes e barulhentas de tantos diferentes modelos ao longo de mais de 4 décadas .
Mas, nessa área de Mangaratiba eu conhecia apenas uma parte do majestoso vale formado pelo relêvo do pico das 3 orelhas - aonde fica o "Hotel Portobello Eco resort" -, alem de uma belíssima fazenda nesse vale, de propriedade de grandes amigos e com o mesmo nome do relêvo.
No mais até então, por ali eu só conhecia mesmo os belos visuais da "estrada de Santos"; atualmente já bem "combalida" pela erosão do tempo e das chuvas fortíssimas que a castigam desde a inauguração daquele trecho - em 1973 - , quando meu pai optou por trocar a hospedagem de sua lancha do ICAR em Angra dos Reis para o ICI ( Iate clube de Iatacuruçá), justamente pela praticidade que era para nós a viagem de carro pela novíssima Rio-Santos (BR 101) de São Conrado até Itacuruçá , de onde partíamos navegando para Angra dos Reis, passando por parte desse trajeto que eu fiz agora tantos anos depois, a bordo de um sup de 12' da ART IN SURF gentilmente cedido pelos amigos Tony e Rafinha; porém dessa vez, usando a minha própria energia como propulsão e sem o barulho e a emissão de carbono das lanchas ...

Como eu não tinha parceiros nessa remada resolvi levar o IPOD, o que tornou a longa navegação ainda mais aprazível no percurso emoldurado pelos relêvos de Mangaratiba, Ilha Grande e restinga de Marambaia, ouvindo uma seleção dos compositores e músicas de minhas preferenia. O SUP é bem mais lento do que as lanchas ( a travessia durou 1 hora e 40'...), mas o único compromisso que eu tinha era o de voltar a tempo para almoçar com minha mulher, antes do restaurante fechar !

Na volta da travessia ainda consegui surfar numas micro marolas que quebravam ali na bôca do "rio das pedras", o que me faz crer que nos dias de grandes ondulações e marés bem altas é possível sup surfar por ali (...)




quarta-feira, 21 de abril de 2010

Final de semana de SUP no Club Med - Rio das Pedras







No ultimo final de semana, minha mulher e eu curtimos demais uma estadia maravilhosa no Club Mediterranée - Rio das Pedras . Nós já conhecíamos o Club Med em Bali e há muito ouvíamos falar do Club Med de Itaparica; e mais recentemente também no de Trancoso, aonde existe um campo de golfe espetacular debruçado nas falésias a beira do mar.

Depois de um trânsito "infernal" no meio da tarde de uma sexta feira na Av. Brasil, constatamos claramente que até agora, meados de Abril, ainda falta bastante para o novo trecho da estrada de Itaguaí - Mangaratiba ser considerado pronto (...)

Saímos de casa muito animados com a perspectiva de um final de semana de "relax" total , mas a nossa expectativa foi superada; e muito, pela comida maravilhosa, pelos shows muito bem apresentados a noite pelo "Monsieur Aziz" ( um marroquino simpaticíssimo, talentoso na arte de cantar e dançar, alem de muito atencioso com todos os hóspedes...), que trabalha no Club Med há 21 anos e por isso mesmo é chef geral do Village; acompanhado de seu grupo numeroso de "gentis organizadores" !
Isso sem falar na música ao vivo de ótima qualidade e bom gôsto, apresentada com maestria pela banda "Via Brasil" nos intervalos dos shows. Tudo isso num ambiente descontraído e agradável para todos que ali estavam...

Pela apresentação e qualidade dos pães e da comida de um modo geral, logo na primeira refeição eu desconfiei que no comando da cozinha havia um toque de requinte da gastronomia Francêsa. Depois fui saber que estava certo na minha desconfiança, já que depois fui saber que o "chef" geral encarregado pela comida; é francês (...)

Como a Meidy já tem alguma horas de remada no SUP aqui no RJ, Buzios e Angra; logo no 1º dia decidimos fazer um passeio até uma belíssima praia deserta que fica a pouco mais de 1 km a esquerda da praia do village . Na volta do passeio curtimos demais entrar remando no belíssimo Rio da Pedras, aonde a agua fria e mais escura ( também muito clara e limpa...) contrastava com a agua verde esmeralda e quente do mar .

Na remada de volta do rio até a frente do nosso quarto, aonde deixávamos as pranchas, fomos surpreendidos por um grupo de meninas adolescentes que gritavam da praia querendo saber aonde poderiam alugar pranchas iguais as nossas, pois também queriam muito curtir, o que era uma novidade ali naquele majestoso cenário recreativo !
Depois daquela sensação de bem estar físico imediato e muita fome que o SUP invariávelmente proporciona, partimos para o almoço farto e delicioso, seguido de um bom descando antes do nosso duelo "conjugal" no tênis numa das várias quadras impecáveis do Club Med !

No Domingo pela manhã eu assisti contrariado a derrota do Unilever - Rio (time do amigo Bernardinho...) para o timaço de voleibol do Osasco; e, como a Meidy já tinha ido para a sala de GYM ( ampla e completíssima ! ), resolvi partir para um passeio longo de ida e volta até a ilha de Itacuribitiba ...

Na volta da travessia resolvi entrar novamente com o sup no "rio das pedras", o que aumentou ainda mais o apetite para mais um almoço no "Club Med", antes de pegarmos a estrada de volta para o RJ; felizes da vida , e já pensando em voltar logo, mas dessa vez com os nossos amados filhos que certamente vão adorar tôda aquela "mordomia" (...)

domingo, 18 de abril de 2010

Ronaldo Dorf - pescaria de sup




O Ronaldo Dorf é um bom parceiro nos passeios e travessias de SUP pela orla carioca, que me liga sempre que sente que o - "mar está pra peixe"-, convidando para uma remada com direito a pescaria farta garantida !

O cara conhece mesmo, e não perde a oportunidade de unir o útil ao agradável, ao sair remando da praia do Leblon até perto do Arpoador para pescar alguns quilos de lulas frescas que êle saboreia mais tarde no jantar em casa ...
A meu ver êle é um daqueles cariocas que sabem muito bem usufruir o privilégio e a dádiva divina que é morar na zona sul carioca perto da praia, curtindo intensamente sempre que possível o melhor dessa geografia tão deslumbrante da nossa mundialmente afamada "cidade maravilhosa" ...
Um programa típico de carioca, que certamente agradaria muito aos poetas Jobim , Caymmi; e tantos outros, que tão bem souberam e continuam sabendo, traduzir em canto , prosa e verso as maravilhas de viver por aqui e tão perto do mar (...)

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Ressaca forte no Rio - Abril 2010






Nos dias 8, 9, 10 e 11 de abril , uma ressaca violenta atingiu a nossa adorada orla causando os transtornos habituais; dessa vez com o fechamento parcial da Av. Atlântica que foi invadida pelo mar, e muita adrenalina e alegria para os surfistas, principalmente para aqueles mais "fissurados" em ondas grandes e enormes ...

Aqui no Rio a grande maioria dos surfistas optou pelas ondas menores e mais bem formadas do posto 6; e em Niterói, pela famosa onda de Itapuca - que fica bem ali em frente ao museu de Oscar Niemeyer - , e quebra sempre com as grandes ondulações vindas da direção sudeste , que é bem mais rara do que as mais comuns vindas de sul , sudoeste , leste e nordeste .

Mas, como nos 2 primeiros dias o vento sudoeste soprava bem mais forte do que nós surfistas desejávamos, o maior espetáculo e as melhores fotos foram possíveis mesmo graças a destreza de alguns dos melhores surfistas Brasileiros de ondas gigantes -"big riders" - afamados internacionalmente, que com os seus "jet skis" e seus fotógrafos experientes, bem equipados e a postos, mostraram para nós cariocas, para o Brasil e para o mundo inteiro , que dentro da nossa esplendorosa baía de Guanabara quebram ondas gigantes e surfáveis !

O "crowd" no posto 6 em Copacabana beirava o caos , pela quantidade absurda de surfistas na disputa acirrada pelas longas ondas que quebravam com boa formação, desde a ponta do forte até o pier do Salvamar que fica bem ali no inicio da praia de Copacabana - ao lado do clube Marimbás .

Na imagem em prêto e branco vemos o surfista Alexandre Serrado dropando com a ajuda do "jet ski" uma onda bôa das muitas séries, que quebravam muito lá fora no famoso "baixio" do posto 5 no primeiro dia da ressaca .

Sensacional, acordar e poder ver na primeira página dos jornais cariocas, sites , telejornais e etc; muitas fotos e vídeos de ondas enormes e espetaculares, surfadas em lugares tão inusitados como as que foram surfadas nessa ressaca que certamente entrou na história da cidade . Eu e tantos outros surfistas cariocas esperamos por muitas outras ressacas em 2010, e de preferencia, com menos vento para podermos aproveitar melhor ainda a bôa formação das ondas em diferentes lugares (...)

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Travessia " pontão do Leblon - laje do Hotel Sheraton - Arpoador"








A Karla Dias é uma felizarda moradora do Leblon, que trabalha no seu consultório dentário em Ipanema e curte muito bem o seu horário de "recreio"(...)

Dias atrás ela tinha me dito que aprendeu a remar na Escolinha de SUP do Edu ( ali no posto 6 em Copacabana) , e que já tinha praticado bastante alguns passeios com o SUP em Buzios ...
Por isso mesmo, quando uma de suas clientes desmarcou uma consulta na semana passada, ela nem titubeou aceitando imediatamente esse trajeto que eu sugeri para o nosso 1º treino de remada no mar :

- pontão do Leblon - laje do Hotel Sheraton - Arpoador !

Marcamos as 8.30 ali na "estátua do Zózimo" , e logo nos primeiros minutos do treino eu fiquei impressionado com a sua postura perfeita e ótimo preparo físico, o que permitiu que ela completasse o percurso ( que seria tão "familiar" para nós; se não fôsse no mar ...) em 1h10" sem cair da prancha ...

No final ela foi premiada com um banho de mar "clássico" na agua verde esmeralda e cristalina no Arpoador !

Posso afirmar com certeza que ela vai aprender o sup surf rápidamente, e com certa facilidade .
As fotos ilustram bem o por quê do título "Cidade Maravilhosa" (...)

O visual do sup em São Conrado ...







Tôda vez que me afasto da praia de São Conrado remando com o sup em direção ao alto mar , fico muito impressionado com a imponência e beleza deslumbrante do relêvo desse privilegiado bairro carioca, aonde eu moro ... E, é muito legal poder dividir esse visual remando de pé numa prancha de sup em ótima companhia !
Na semana passada os felizardos foram os amigos e parceiros Alvaro Cavalcanti fº e Sergio Brandão , num treino de remada com o mar bem mexido por causa do vento, que apesar de fraco deixava o mar bem mexido ...
Depois do treino, ainda cêdo, uma bôa chuveirada na associação de vôo livre seguida de agua de côco ali no quiosque dos irmãos Niemeyer - campeões do Mundo de vôo livre e sobrenome de muita tradição e destaque na história desse esporte no Brasil e no exterior ...
Depois das pranchas amarradas no rack do carro, cada um toma o seu caminho p/ mais um dia de trabalho, que começa com uma sensação de bem estar muito grande causada pelo exercicio físico intenso e o contato direto com a natureza (...)
Prá quem nunca foi adepto de academia de ginástica, o SUP é muito bom !
E; prá quem sempre curtiu malhar em academia, a conclusão imediata ao experimentar é de que o SUP é uma verdadeira academia natural, ao ar livre (...)
Quando praticado regularmente, o SUP faz bem para o corpo e para a mente (...)